sábado, 23 de abril de 2011

Depoimento sobre Pe. João 30 - Comunidades: Itacurucá,Trincheira e Pereirinha - Cananéia/sp

                                                         Saudades

O tempo passou e hoje só temos as lembranças, lembranças e muitas saudades. Saudades de tudo que vivemos e aprendemos ao longo dessa caminhada.

Saudades das conversas, das lutas conquistadas, que não foram poucas, das festas, celebrações, dos almoços comunitários, do companheirismo, do nosso advogado.

 Saudade ate dos puxões de orelha de vez em quando, que só fazia crescermos mais.

Aprendemos com ele sempre a frente de tudo ter muita Fé em Deus, pois só assim cada dia que vivíamos , seria um bem melhor que o outro. Hoje ficamos com a responsabilidade de passar para nossos filhos, netos e bisnetos e para todos aqueles que não o conheceram, o grande amigo, companheiro e defensor dos pobres, que ele foi e a importância que ele teve para nossa comunidade.


 Padre João 30, sua luta não foi em vão, pois continuamos nos baseando nela para a vivencia do nosso dia a dia.
Comunidade do Itacuruça, Trincheira e Pereirinha.
19/04/2011




terça-feira, 19 de abril de 2011

DEPOIMENTO ACERCA DE PE. JOÃO 30, POR NEZINHO

Bom dia Cida, Élcio, Rita e demais comunidades no Brasil...
Segue abaixo meu depoimento, Manoel Fernando de Oliveira Lisboa

Parabéns pelo trabalho!

Nezinho;

Conheci Padre João 30 quando estava na paróquia de nossa senhora das neves em Iguape junto com padre Mariano. Certo dia em Pedrinhas atracou um barco com duas pessoas que logo se aproximaram das demais que ali estavam, perguntou se havia o habito de visitas freqüentes por algum padre na comunidade.


Respondemos que não, a única vez que o padre vem à comunidade e na data comemorativa de 29 de Junho para festa do nosso padroeiro São Pedro, onde é realizado missa e batismo das crianças. Com a ida a Pedrinhas, o padre João 30 e padre Mariano, aproveitaram e foram até o sitio Guaxixi onde celebraram uma missa. Anos depois o padre João30 assumiu a paróquia de Cananéia, onde enfrentou grande dificuldade para restabelecer os trabalhos numa paróquia que não havia padre a mais de 20 anos, alem da dificuldade de locomoção da comunidade que muitas vezes tinha de ir de barco dificultando mais ainda os trabalhos.
 
O padre João 30 iniciou os trabalhos promovendo reuniões na comunidade e tomando conhecimento dos problemas como: grilagem de terra pelos latifundiários que enganavam o povo de todo jeito, alem de outros problemas do dia a dia.


Por conta dessa postura o Padre João 30 sofreu com ameaças de morte, perseguição e ate mesmo chegou a ser agredido por políticos do município após a celebração de uma das missas na igreja matriz, tudo pelo fato de tentar abrir os olhos da população local a respeito dos abusos, desmandos e enganações contra o povo.
Outro trabalho do padre foi à realização de reuniões nas comunidades pesqueiras, procurando oferecer melhor formação promovendo qualidade de vida aos pescadores. Foi um dos fundadores da pastoral da pesca a nível nacional, defendendo o direito dos pescadores.  Em 1976 eu Nezinho e Leonildo Garavati presidente da colônia dos pescadores de Itanhaém fomos ate Brasília representando a pastoral da pesca com intuito de introduzir na constituição o nome Pesca, pois essa classe era desconhecida pela constituição e não existe lei para ampará-los.
  













Dentre todas as lutas a favor de nossa comunidade cito algumas aqui: Pastoral: Fé e política social com os leigos; Pastoral:


Dos advogados populares; Pastoral: da raça negra; Trabalho junto aos quilombolas contra a barragem de tijuco alto; Construção de capelas na comunidade de Cananéia; Formação de diversos agentes de comunidades, ou seja, ministros de cristo que dão continuidade a seus trabalhos.

Em fim foi um dos melhores vigilantes que a diocese já teve. Gostaria que Deus preparasse mais padres com o espírito do Padre João 30.




domingo, 17 de abril de 2011

CONTATO

Comentario de Suzete

Por Suzete,

Relembrar a caminhada de padre João 30 junto ao povo de Cananéia, foi uma iniciativa importante de nossos amigos Cida,Rita e Élcio.Todos nós fazemos parte dessa história de vida no meio do povo.Também fiz parte desses momentos importantes na vida de padre João e ele também participou de muitos momentos alegres e tristes da minha família e como não poderia ser diferente estava pronto para dar uma palavra amiga ou de conforto.


Equipe,

Suzete, muito nos alegra sua participação... Desejamos a você, sua família e sua comunidade do Rio Branco uma feliz Pascoa... Paz e Bem!

sábado, 16 de abril de 2011

Depoimento das Comunidades Trincheira e Itacuruçá - Cananéia - SP

30 de Abril de 2006 - TEMA: CULTURA CAIÇARA
 
Um dia muito distante,
Um padre nos visitou,
E lá na nossa praia,
Uma sementinha ele plantou;




João 30 é o seu nome,
Jamais iremos esquecer,
Com muito amor e carinho,
Sempre vamos lhe agradecer;




E daquela sementinha,
Surgiu uma Comunidade,
Que entre tantas em Cananéia,
Até os dias de hoje, e uma realidade;




Era preciso ajudar Deus no sonho
da Igreja Viva e em comunhão,
E assim, construímos nossa capela
Com Santo Andre, Pe. João e o Povo em mutirão;




Começou com as nossas missas,
Catequese e outros passos a mais,
Juntos nos organizamos,
Procurando realizar os ideais;

Foram vários casamentos,
Batizados nem se conta,
A Fé ressurgindo das águas,
Criou força que ninguém desmonta;



 
As festas do padroeiro, procissão no mar,
Caminhada na praia...
Que beleza, o Reino celebrar,
E o Deus da Vida louvar!

Com tudo isso Pe. João queria,
Uma coisa nos ensinar,
Preservar nossa cultura caiçara,
E nunca a abandonar;



Muitas roças foram feitas,
Muitos outros mutirões
A pesca é a prioridade,
Pra nunca falta o pão;





Por falta de uma escola,
Tivemos que nos mudar,
Pois as nossas crianças
Tinham que estudar;

Depois dessa mudança,
Muita coisa se modificou,
Uns e outros se dispersaram,
E nossa comunidade murchou;

Passamos tempos difíceis,
Pensamos em tudo largar,
Mas lá estava Pe. João,
Dizendo: vocês tem que lutar!

E os poucos que ficaram,
Tiveram que resistir,
Com Santo Andre na frente,
Não tinha o que discutir;

 

 
 
A nossa identidade,
Sempre vamos preservar,
Ficar em nossas Comunidades,
Até quando Deus deixar;

Aos nossos filhos e netos
Passamos a tradição,
De manter a Fé e nossa cultura,
E nunca esquecer Pe. João;

Nesses mais de 30 anos,
Nossa Comunidade só ganhou,
Por ter Pe. João 30,
Como amigo e bom pastor;

Um rebanho bem cuidado,
Para nós Ele deixou,
Manter nossa cultura e identidade,
Com muita Fé e muito amor;

Recebemos o Divino,
Que com toda devoção,
Visita todas as casas,
E nos continuamos em procissão;

Fazemos nossos fandangos,
Versos rimados de nossa própria vida,
Conquistamos nosso espaço,
Acolhendo e alegrando quem nos visita;

Dentro da nossa Cultura’
Fazemos de tudo um pouco,
Redes, cestos e balaios,
Remos e muitos outros;

Instrumentos de fandango,
Viola, rabeca e pandeiro,
Que alegra o nosso povo,
E também os estrangeiros;

Pés descalços, pés molhados da água do mar,
Enfeitados de areia – a nossa terra a nos orgulhar,
Mãos que tocam a rabeca, o povo que chega se encanta,
É cultura Caiçara, é sol, é lua, é Vida...

Como é gostoso viver em Comunidade,
Trincheira e Itacuruçá nestes versos falar e profetizar,
Pe. João também é Caiçara,
Porque a nós está ligado,
Como a ligação Fe e Vida.

"DEPOIMENTOS ACERCA DE PADRE JOÃO, POR TATIANA CARDOSO"

Após leitura juntamente com meu Pai,minha Mãe e irmã,grandes recordações vieram em nossa mente, recordações estas que Padre João faz parte,já que quando ele pareceu pela 1º vez na nossa Comunidade, da Enseada da Baleia, meu pai tinha 13 anos jogava bola em uma campo de futebol, ele queria participar do jogo, mas ficaram com medo pelo seu tamanho e tal qual seria a força do seu chute,então foi revertido e ele ficou como goleiro (hoje o campo foi levado pelo mar).Ele foi a comunidade para conhecer melhor e ver a vida dos moradores chegando lá tinha meu avô(pai da minha mãe)muito doente,ele então fez a visita e foi embora,voltando após 1 mês para dar a extrema unção ao meu avô que depois acabou falecendo.
A partir dai, Padre João faz parte da nossa historia fazendo o casamento dos meus pais e nossos batizados meu de meus 2 irmãos e meu filho.
O Profeta Padre João fez parte das nossas lutas, Conquistas e derrotas,nos ensinou a sermos pessoas melhores e foi a ele a quem recorremos em todos os momentos de nossas vida.A sua perda foi muito dolorosa a nossa família,a nossa Comunidade e todas as pessoas que acompanhavam sua trajetória.
Padre João 30 sentimos muito sua falta
e usamos seus ensinamentos para fazer com que o mundo que nos rodeia se torne melhor, e é ao Senhor que rezamos quando precisamos de ajuda e agradecemos quando há conquistas em nossas vidas,porque para nós o senhor sempre esta presente.

Jorge Malaquias,Terezinha Cardoso,Tatiana Cardoso,Joyce Cardoso.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Comentario do amigo Joanir...

Por Joanir...

Que coisa linda! Ja abri o blog, e confesso, meus olhos se encheram de lágrimas. Aquele que tantas coisas fez pelo seu povo hoje não se encontra visivelmente no meio de nós, mas do alto dos céus está intercendo ao Pai por nós para que esta obra continue. Estão de parabéns vcs. Cida, Rita e Élcio. Estive, até agora, 21:30h, divulgando entre meus amigos internautas, que acessem este blog. É um verdadeiro blog de evangelização a partir do testemunho concreto de um homem que viveu em toda a sua vida, o Evangelho encarnado no meio do povo. Deus abençoe vcs e esta obra...
Com meu abraço fraterno

Joanir



"Joanir, agradecemos seu comentário nesta primeira visão do blog, com toda certeza enriquecerá muito nosso espaço "No Meio de Nós " , pois falamos de um grande "Amigo" que partilhou conosco boa parte de sua vida". Abraços da Equipe!

quarta-feira, 13 de abril de 2011

2 - Em tempos de Páscoa. O que nos diria João 30?

video

O que Pe. João 30 nos diria hoje – Dia de Páscoa:
POVO MEU - LEVANTA-TE E ANDA!


QUERIDOS AMIGOS E QUERIDAS AMIGAS:

Andei, andamos juntos, foi sol, foi chuva, foi frio, que também passamos juntos. Conseguimos desenvolver a arte de recriar, a cada instante, novos e cada vez mais fortes – FIOS DE VIDA!

Lutamos juntos por melhores condições de vida, navegamos de praia em praia. Fomos pescadores e Pescadeiras de vida; homens e mulheres novos.
Nos organizamos, aprendemos uns com os outros a respeitar o diferente, mas nunca o injusto.

Criamos laços fortes: “Quem fere a um de nós – fere a pupila dos olhos de Javé! Por isso lutamos, deixamos nossas famílias, amigos, diversões – tudo pela causa do Reino!

· Criamos Comunidades;
· Criamos a consciência de que o pobre tem valor;
· Criamos a coragem de olhar o opressor cara a cara e não tem medo e nem vergonha de ser Caiçara;
· Conquistamos nosso direito à saúde, educação, direito de pescar o nosso peixe, dom de Deus que vem ao nosso encontro nas águas do mar de Cananéia!
· Brigamos, resistimos, choramos, pela Santa Teimosia de acreditar que podemos ter um mundo melhor!
E como Javé nos respondia? Com vitórias, com esperas, também com derrotas que nos ensinavam e nos revigorava. Porém, enquanto o Espírito Santo de Deus soprava, havia nuvens escuras; enquanto uma flor brotava tinha também a erva daninha.
O justo caminhava com o injusto, muitas vezes sem sabermos quem era quem...
No silêncio da malícia da inveja, da ganância, alguns arquitetavam uma crucificação.
Mas não sabíamos... e continuávamos caminhando com a força dos ventos fortes, das tempestades e as vezes com a delicadeza da garoa fina a seguíamos Jesus.
Eu ia à frente de vocês – como escudo!
Vocês iam na minha frente – me protegiam;
Um dia após outro, muita doação, tanto a oferecer...
O corpo é frágil! O Espírito é forte!

Eu, João caí 3 vezes, na terceira fiquei.
Vocês meus amados caíram comigo!

Muitos se foram, antes e depois... Que bom! Como é bom vê-los fortes, sadios, bonitos, vivendo bem, sem nada lhes faltar! É fruto do amor de Deus – de vida em doação!
Alguns poucos ficaram comigo do fim para a eternidade
Vida recriada – sabedoria dos pequenos!
São as Madalenas, Martas, Maria, Lázaros, a mulher estrangeira de Canaã.....

Então digo:
· A parte de vocês jamais será tomada;
· As migalhas da mesa nos revigoram, sustentam e nos faz ressurgir;
· O senhor sustenta a nossa vida;

· Levantem e andem!
· Festejem e fiquem alegres, pois estou vindo para morar com vocês – Oráculo de Javé!
· Seremos os promotores da PAZ.

· PAZ de Jesus Ressuscitado!
· Que a Paz esteja com todos vocês porque o Evangelho de Jesus Cristo nos uniu.

– É PRECISO TER FIDELIDADE
Javé nos diz:
· não se distanciem de mim e de meus ensinamentos;
· não lhes peço ritos, rotinas de regras obrigatórias e hipócritas.
· Peço-lhes a comunhão consigo mesmo e com as questões de teu próximo.

É PRECISO DAR GRAÇAS:
Após levantar – é preciso andar.

AMADOS, Somente consegui andar, já na Glória de Deus Pai e Mãe.
· Ando pelo meu amor dedicado a causa do Reino.
· Ando pela minha missão que permanece e continua em cada um de vocês.
· Ando e me apresso para pedir pelos que mais sofrem, pelos injustiçados e oprimidos.

· Ando em vocês para que preparem um mundo melhor para as crianças e jovens que se multiplicam nas famílias.
· Ando pelos idosos e doentes que sentem dores insuportáveis, porém, conseguem ainda - sorrir!

· Ando e adoro ver o vento que sopra sacudindo as árvores, revolvendo as águas, divertindo os bichos, dando mais graça as flores, movimentando a vida no mar.

· Ah! O Mar! Saudades! Como é perfeita a Obra de Deus na Terra!

Cuidem, caprichem! Por mim, por vocês, pelo nosso Deus e seu Reino! A gente se vê! Amém!

OBRIGADA PADRE JOÃO, SHALON JAVÉ DEUS DO UNIVERSO! AMÉM DEUS DIVINO ESPIRITO! ALELUIA, JESUS CRISTO! DEUS DA JUSTIÇA AXÉ! AURÊ COMPANHEIROS DAS COMUNIDADES - FELIZ PÁSCOA!

Fonte : Texto Casa Lar Pe. João 30 -CARIJO –CANANÉIA - SP

segunda-feira, 11 de abril de 2011

1 - Em tempo de Páscoa...


ESTAMOS CAMINHANDO NO DESERTO HOJE, MAS À FRENTE TEM O HORIZONTE QUE APONTA PARA A RESSURREIÇÃO.
 ESTAMOS CAMINHANDO NO DESERTO HOJE, MAS À FRENTE TEM O HORIZONTE QUE APONTA PARA A RESSURREIÇÃO.
QUEREMOS DEIXAR AQUI POSTADO NO NOSSO BLOG UMA MENSAGEM DE PÁSCOA, ATUAL, PROFÉTICA, SEMELHANTE ÀS QUE PADRE JOÃO 30 NOS DIZIA. POR OCASIÃO DA RESSURREIÇÃO DE PADRE JOÃO, NA PRIMEIRA PÁSCOA QUE PASSAMOS APÓS SUA MORTE, FIZEMOS UMA CELEBRAÇÃO MARAVILHOSA. CADA UM DE NÓS DA COMUNIDADE CASA LAR PE. JOÃO 30, PARTICIPOU COM UM PEDAÇO DO GRANDE PÃO DE PARTILHA QUE ACONTECEU NAQUELA NOITE. A MENSAGEM É ETERNA, PARA TODAS AS PÁSCOAS DE HOJE, AS QUE VIRÃO E EM TODAS AS PARTES DO MUNDO SE DELICIEM COM A CEIA, COM O PÃO E O VINHO DA VIDA QUE SE RENOVA:

O que Pe. João 30 nos diria hoje???
LEVANTA-TE E ANDA!
“Se ouvires a voz do vento, chamando sem cessar.
Se ouvires a voz do tempo mandando esperar...
“A decisão é tua!” - “A decisão é nossa!”
“Faça em mim segundo a sua Palavra”.
Obediência Mariana. Obediência Mariama que clama!
Obediência Profética, bem vinda nestas terras caiçaras, carentes do Sopro tempestuoso e da tempestade mansa.
“Não vim para trazer “tranqüilidade ociosa”, mas sim o conflito, porque todas as lutas buscam o mesmo Fim: A PAZ.”


Padre João, assim que chegou a Cananéia, teve que conviver com o diferente e com o novo. Enquanto andava pelas nossas terras caiçaras, quentes, do sol escaldante Pensava e rezava.

“Terras distantes,
Terras estranhas, quente demais, instigante..., desafiadora!
Ando, ando e ando sob o sol causticante
Deus – o que tens pra me ensinar enquanto caminho com esse povo?
Deus de bondade, Deus forte, Deus Santo!
Tu és luz, tal qual este SOL que me castiga e revigora, nestas terras das Américas, Caiçaras.
Sol de vida e bondade, Sol forte, Sol Santo!
Estou aqui decidido diante do novo. Faço da minha vida a TUA e da nossa vida a comunhão com o novo que floresce nas comunidades de amor.
Trabalhemos povo amado, não te faço declarações de amor vazias. Falo-te duro, às vezes, mas, não sabes o quanto vivo por ti e o quanto te Amo em Cristo Jesus!
Agora juntos, novamente estamos aqui como nos velhos tempos! Animem-se para um Novo Tempo!
Ler a Palavra de Deus e mergulhar nela nos trará as pistas e nos dará sempre ânimo e coragem!”

É PRECISO CORAGEM:
Muita coragem é preciso para ouvir e entender o que Javé nos diz.


É PRECISO TER HUMILDADE :
Às vezes caímos, às vezes parecemos como mortos. Ter a grandeza da humildade para pedir perdão é um gesto, uma inspiração Divina. A compaixão gera misericórdia. Reconhecer erros nos faz mais irmãos e nos leva para mais perto da Santíssima Trindade.

Fonte : Texto Casa Lar Pe. João 30 -CARIJO –CANANÉIA - SP

domingo, 10 de abril de 2011

"DEPOIMENTOS ACERCA DE PADRE JOÃO, POR HUGO"

Padre João 30
Pater Jan van der Heijden beter bekend in Brasil als Padre João 30.
Hoe ben ik in contact gekomen met deze bijzondere mens.
Het moet in de jaren 80 geweest zijn dat ik gebeld werd door zijn zus José.
Zij hadden een heel raar telefoontje vanuit Brazilië ontvangen , waarin gemeld werd, dat hij op de vlucht was en moest onderduiken.

Brazilië leefden toen nog onder een didactuur en de familie wist date er al verschillende bedreigingen aan zijn adres waren gericht, maar deze keer was het echt heel serieus en daarom moest hij ook op de vlucht .

Mijn hulp werd ingeroepen om contacten te leggen met vrienden in Brazilie zodat hij opgespoord kon worden. Het contact met Brasil verliep erg moeizaam, uiteindelijk kon ik de bisschop van Registro Dom Aparecido aan de lijn krijgen , heb ik ik de bezorgdheid van de familie in Nederland over kunnen brengen.

De bisschop beloofde ons op onderzoek uit te gaan en inderdaad 3 dagen later had hij hem opgespoord en vervolgens bleef Pater Jan bij hem ondergedoken , de familie was voorlopig in ieder gegval gerustgesteld, want er waren al eerder aanslagen op zijn leven geweest.

Vanaf deze dag bleef ik een sort intermediate voor de familie .

Een paar jaar later ging ik zelf op vakantie naar Brazilie en nam me toe nook voor pater Jan van der Heijden te gaan bezoeken in Cananeia.

Ik ben toen gereisd vanaf Holambra naar São Paulo en vandaar met de bus naar Cananeia.

In Cananeia werd ik hartelijk onmtvangen em Pater jan nam e overal naar toe , zo kon ik een aardig beeld krijgen van AL zijn werkzaamjeden , later bem ik er nog verscheiden keren geweest , ook samen met mijn neef Pater Reinar van Doorn.

Hier zijn samen op Weg met de vissers naar het eiland Cardoso.

Pater Jan zette zich met Hart em ziel in voor de armen van zijn streek em hij bevocht hun rechten bij allerlei instanties, zo is onder zijn leding ook de visservakbond van de kleine vissers ontstaan.

Ik heb Pater Jan leren kennen al seen grote voorvechter voor het recht van de minderbedeelden. Jammer dat hij zo lang heeft moeten leiden en zo jong gestorven is.

Hugo van den Broek
Tradução

Padre João van der Heijden, mais conhecido por Padre João 30
Como é que eu cheguei a conhecer este homem tão especial?
Deve ter sido no início dos anos oitenta que eu fui chamado por telefone pela irmã mais nova do Padre João, a José, ela estava muito preocupada.
Eles tinham recebido um telefonema muito estranho do Brasil, onde foi relatado que o Padre João estava fugindo de Cananeia e que ele tinha de se esconder, pois estava sendo perseguido e ameaçado .
O Brasil vivia naquela época sob uma didadura e a família sabia disso. Houvera mais ameaças que foram dirigidas ao seu endereço, mas desta vez ele estava realmente falando sério, por que ele estava fugindo e iria se esconder por alguns tempos .
Minha ajuda foi solicitada para estabelecer contatos com os amigos no Brasil para que ele pudesse ser rastreado. Estabelecer um contato por telefone foi muito difícil, mas por fim consegui estabelecer um contato com o bispo de Registro Dom Aparecido. Eu transmiti as preocupações da família na Holanda ao Dom Aprecido.
O bispo prometeu investigar o caso e realmente , três dias depois, dom Aparecido encontrou o Padre João 30 e ele depois permaneceu escondido durante um bom tempo na casa do bispo. Isso tranqüilizou a familia durante algum tempo .O Pe. João tivera alguns atentados de vida , ele não tinha medo ele sempre ia a procura e defendia os direitos dos mais necessitados e por isso ele entrava em conflito com os mais poderosos.

A partir daquele dia eu servi de intermediário para família na Holanda e os amigos no Brasil.
Alguns anos mais tarde, fui de férias para Brasil e visitei Pe. João. Ele me levou para vários cantos de Cananéia, para que eu pudesse ter uma boa idéia de seu trabalho missionário . Bem mais tarde, eu fui várias vezes, juntamente com o meu primo Padre Reinar van Doorn.
Aqui estamos , juntamente com os pescadores a Caminho para a Ilha do Cardoso.
Padre João 30 era um grande lutador pelos direitos humanos pelos direitos dos mais carentes.
Assim, ele foi a procura dos direitos dos pescadores artesanais e fundou até um sindicato para eles. Pena que no fim da vida ele teve de sofrer tanto

Hugo van den Broek

sábado, 9 de abril de 2011

Ressurreição - Pe. João 30... continua conosco para sempre!

Padre João 30 continua conosco para sempre. Sua obra jamais será esquecida. Mesmo que alguns façam força, muita força para esquecê-lo, por um motivo ou por outro, mas mesmo estes no profundo de suas almas sabem que tudo o que anda, respira, floresce, cresce e PENSA - nesta Vila de Cananéia tem um dedo de Padre João 30... e assim será...porque ele anunciou, testemunhou o Reino do Deus da Vida, denunciou as injustiças e assumiu com força e luz suas conseqüências!

Padre João, nós estamos aqui, conforme, o senhor nos ensinou, para continuarmos a escrever a história do Povo Caiçara - Povo da Bíblia que continua sendo vivida nos dias de hoje, encarnada no povo sofrido – Os Escolhidos de Jesus Cristo!
Comunidade Lar Pe. João 30!

Falecimento em 17.03.2008; deixando uma Obra incompleta...

Infelizmente, não conseguiu terminar, e sua obra.....ficou incompleta! Apesar da obra ter ficado incompleta o livro está no prelo. Fatalmente, Pe. João faleceu aos 17 de março deste ano, com 65 anos de idade. Para nossa tristeza ele não está aqui, hoje neste evento, como nos anos anteriores. Sentimos muito a sua falta!
  
Jan Van Der Heijden(PE..JOÃO 30)
 07-07-1942
 17-03-2008 

...COMO UM VENTO SUAS PALAVRAS SOPRARAM FORTE. MUITAS VEZES FOI COMO UMA TEMPESTADE PORQUE ERA NECESSÁRIO AGUÇAR OS SENTIMENTOS DE JUSTIÇA, ORGANIZAR SEU POVO, FAZE - LO LUTAR EM FAVOR DA VIDA.
COMO UM VENTO, SOPROU SUAVE A FIM DE PERMITIR QUE SEU POVO REAGISSE DO SEU PRÓRIO JEITO: C A I Ç A R A.....

SUAS PALAVRAS, SEUS PASSOS LARGOS E FORTES, SUA PRESENÇA CONDUZIAM SEUS AMADOS PARA O CONHECIMENTO, PARA O SEGUIMENTO E O TESTEMUNHO DO PROJETO DE JESUS CRISTO !

SEU AGIR...MARCOU PROFUNDAMENTE NOSSAS ALMAS. TRANSFORMOU O CORPO DA IGREJA. IRRITOU, DENUNCIOU, ANUNCIOU, PROVOCOU .... E SUA MORTE É UM SINAL... SINAL DE LIBERTAÇÃO QUE MEXE NOS CONFLITOS,. SINAL DE UMA SANTA REBELDIA; QUE SE EDIFICA NA PEQUENA COMUNIDADE DE AMOR CAIÇARA. COMUNIDADE DE FÉ NA VIDA E VIDA NA FÉ PEQUENINA, MAS DE CORAÇÃO ENORME QUE DE MÃOS DADAS SE FORTALECE, NA PRESENÇA DE JAVÉ – O DEUS DO UNIVERSO!


 
Sempre buscando...

A Fé na Vida e a vida na Fé

PAZ ao mundo

Ficar Morando em Cananéia!

Padre João sempre fez questão de ficar morando em Cananéia onde viveu a metade e a melhor parte de sua vida: de 1974 a 2006, ou seja 32 anos. Aposentado, mais precisamente no mês de maio de 2006, mudou-se para o Bairro do Carijo, aonde criou um espaço comunitário para continuar atuando nas questões ambientais e dos pescadores artesanais e lavradores, ajudar a comunidade local dentro do bairro, bem como, para continuar escrevendo a historia de Cananéia.


Homenagem recebida em Vida por Pe. João 30...

Recebeu em vida uma importante homenagem :


Trecho do Relatório Geral do Projeto Vale do Ribeira Sustentável / Agenda 21, onde se seguiu uma homenagem ao participante Pe. João Trinta, durante a realização da Plenária da Primeira Conferência Regional de Desenvolvimento Sustentável do Vale do Ribeira - São Paulo e Paraná.  Estando presentes nesta conferência representantes dos Ministérios do Desenvolvimento Agrário, Desenvolvimento Social e Combate à Fome e Meio Ambiente:

 Base, produto final do Plano de Desenvolvimento Territorial Sustentável do Vale do Ribeira/Agenda 21.

Para finalizar os trabalhos, representantes de todos os segmentos e de todas as microrregiões do território foram chamados à mesa de encerramento para manifestação ou avaliação. O coordenador do “Projeto Vale do Ribeira Sustentável” homenageou a história de resistência e luta do povo do Vale do Ribeira através do Padre Jan van der Heijden, SVD (João Trinta). Com a aprovação unânime, a Conferência Regional de Desenvolvimento Territorial Sustentável do Vale do Ribeira Paraná e São Paulo, passará também a ter o nome do Padre João Trinta como expressão de luta do povo.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Pe. João 30 trabalhou muito em vista Levantameno Histórico de Cananéia

  

Assim sendo, padre João trabalhou muito em vista do levantamento histórico de Cananéia e começou a escrever todo o seu achado.








Tanto que contribuiu no ano de 2005 para o Primeiro seminário “Cananéia tem História” , onde todo o evento aconteceu no interior da Igreja Matriz.


PESQUISA E REGISTRO DA HISTÓRIA DE CANANÉIA

Tinha uma preocupação incessante pela Pesquisa e Registro da Historia de Cananéia. Catequizava dizendo que o povo sem memória é um povo vencido e massacrado.


Dizia: “É importante conhecer nossa historia, a de nossos antepassados para que possamos nos valorizar e deixar como herança uma terra boa e uma vida digna e farta para os filhos, netos e gerações futuras”.

Vídeos interessantes